terça-feira, 2 de novembro de 2010

AILTON DONIZETTI DOS SANTOS LUCIANO


Ailton é uma das grandes promessas do ciclismo brasileiro.

sábado, 30 de outubro de 2010

“Estação Idoso” completa 3 anos

Durante a tarde de comemoração, haverá apresentações do Coral “Cante Outra Vez”; Dança Circular; Grupo “Encontro de Gerações” e encerramento com baile com a “Barriga e Banda”. A Estação Idoso “José Nassif”, completa, amanhã (28), 3 anos de atividades. E para celebrar, o projeto realiza neste dia uma festa. A comemoração tem início às 14h, no barracão da Estação Idoso, que fica na rua Av. Dr. João Conceição, 659 – Paulista (Dentro da Estação da Paulista).
A Estação Idoso “José Nassif”, localizada na área central da cidade, oferece gratuitamente diversas atividades como: alongamento, ginástica localizada, yoga, dança de salão, dança circular, academia, curso de artesanato, coral da 3ª idade “Cante Outra Vez”, palestras, bailes e comemorações. O espaço é utilizado para reuniões de grupo da Terceira Idade e oferece bailes uma vez por mês.
De janeiro a junho deste ano, a “Estação Idoso” contou com a presença de 940 participantes/mês nas seguintes modalidades: Oficinas de Artesanato; Aula de Alongamento; Ginástica Localizada; Prática Corporais Alternativas; Aula de Dança de Salão; Bailes; Reunião com grupos da Terceira idade; Ensaio do Coral, Sábado da Saúde e Beleza; Aula de Yoga; Dança Circular e Palestras.
ATRAÇÕES
“Cante Outra Vez”
O coral “Cante Outra Vez” existe há oito anos e está sob regência de Márcia Graner, acompanhada pela pianista Sandra Golinelli. As atividades do coral são voltadas para o público da terceira idade. Os ensaios acontecem às segundas-feiras, das 14h às 17h, na sede do projeto Estação Idoso”.
Repertório das apresentações:
- “Carinhoso” (Pinxiguinha)
- Marcha do Gago (Armando Cavalcanti e Klécius Caldas) adaptação: profª Sandra Golinelli.
- Salve a Terceira Idade
- Amizade (Flávio Santos)
“Dança Circular”
A vivência da Dança Circular proporciona auto-aprendizado constante que atualiza potencialidades e enriquece o grupo de convivência.
Repertório das apresentações:
- “Arrastão do Boto” Brasileira contemporânea – Guta Clara Monteiro
- “Fado Blanquita” Tradicional de Portugal
- “Elvira” Tradicional dos USA
Grupo de cordas “Encontro de Gerações”
O grupo de cordas “Encontro de Gerações” tem 26 integrantes de diferentes idades, desde 8 aos 60 anos, sendo 3 vocais, 3 percussões, 1 contra-baixo, 2 violas caipiras e 17 violões, sob a regência de Helô Cruz, fundadora e maestrina do grupo e sob coordenação geral de Ney da Viola, fundador da Orquestra de Viola Caipira de Piracicaba. O grupo abrilhantará o evento de aniversário com um repertório de músicas de raiz.
Baile de Encerramento
Com o objetivo de confraternizar o grupo, o baile será realizado com a animação do sanfoneiro Barriga, acompanhado de sua Banda com repertório bem variado que abrange desde forró, xote, sertanejo, rastapé, valsa entre outros.
A confraternização de diversos grupos e pessoas que participam da “Estação Idoso” e convidados tem previsão de encerramento por volta das 17h30.




quarta-feira, 6 de outubro de 2010

ESSA PRÁTICA É LEGAL?

Para tirar dúvidas sobre legislação relacionada à fauna, bem como fornecer materiais educativos a fim de contribuir na luta contra o tráfico de animais silvestres, a Superintendência do IBAMA em São Paulo e o Grupo Bem Estar Animal de Piracicaba e Região realizarão, em 14 de outubro, no Anfiteatro do Departamento de Ciências Florestais (LCF) da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ), o seminário “Manutenção de animais silvestres em cativeiro: essa prática é legal?”, dentro do contexto da Campanha Nacional de Proteção à Fauna.
O conteúdo programático do seminário engloba conceitos sobre a legislação da fauna, a fiscalização, o tráfico de animais, os problemas decorrentes do cativeiro irregular, as possibilidades de reintrodução e, por fim, a importância da campanha, da educação ambiental e da participação da sociedade.
De acordo com os organizadores do evento, a forma mais comum de se proteger a fauna tem sido a denúncia aos órgãos de fiscalização. Entretanto, outro caminho tão efetivo quanto, incide na ação preventiva associada à educação ambiental. Portanto, a sensibilização da sociedade em relação à captura e retirada de animais do seu habitat natural, depleção da fauna nas áreas verdes, maus-tratos e riscos à saúde da população associados à manutenção de animais silvestres de origem irregular em cativeiro, são fundamentais para desmotivar esse crime.
Cartazes e outros materiais da Campanha podem ser baixados em pdf do site do IBAMA. Mais informações http://www.ibama.gov.br/fauna-silvestre/areas-tematicas/campanha/ .
A organização do evento na ESALQ é do grupo OCA, coordenado pelo professor Marcos Sorrentino, do LCF, com apoio de diversos setores da instituição como GEPEA, PET-Ecologia, GCAA e LCF – Seminário Tópicos em Gestão Ambiental e Políticas Públicas, bem como da Unimep, Prefeitura Municipal de Piracicaba, Zoológico e Polícia Ambiental de Piracicaba e Florespi.
Programação
09h00 – Abertura
09h15 – “Legislação da fauna silvestre”, com Érika Ramos, procuradora da Advocacia Geral da União
10h30 – “Fiscalização do tráfico de animais”, com Luis Antonio Lima, fiscal do IBAMA
12h00 – Intervalo para almoço
14h00 – “Problemas da fauna em cativeiro e possibilidades de soltura”, com Vincent Kurt Lo, analista ambiental do Setor de Fauna/DITEC
16h00 – “Educação ambiental e fauna”, com Isis Akemi Morimoto, analista ambiental do Núcleo de Educação Ambiental/DITEC
18h00 – Encerramento

Aluna da ESALQ recebe Prêmio Dow-USP de Inovação em Sustentabilidade

Nesta quinta-feira, 7 de outubro, os três melhores trabalhos de pesquisa em pós-graduação com temas relativos à sustentabilidade da Universidade de São Paulo (USP) receberão o Prêmio Dow-USP de Inovação em Sustentabilidade 2010, honraria que tem como objetivo o reconhecimento internacional da USP por meio da valorização e divulgação dos trabalhos de ponta na área. Entre os alunos selcionados, encontra-se Maria Carolina Quecine, aluna que defendeu sua tese de doutorado no Programa de Genética e Melhoramento de Plantas, da Escola Superior de Agricultura Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ).
Onze especialistas vinculados a oito Unidades da USP se debruçaram para avaliar e selecionar os premiados entre os 32 trabalhos submetidos. Na reunião final da comissão de seleção, também estiveram presentes um representante da Pró-Reitoria de Pesquisa e dois observadores não votantes da Dow Brasil.
Maria Carolina, orientada pela professora Aline Aparecida Pizzirani Kleiner, do Departamento de Genética (LGN), defendeu a tese Aspectos biotecnológicos da interação entre bactérias e cana-de-açúcar. A pesquisadora aponta que as bactérias endofiticas vivem no interior da planta hospedeira sem causar prejuízos e podem acarretar os mais diversos benefícios como a promoção de crescimento vegetal e o controle de pragas e doenças. Dessa forma, avaliou-se o papel de uma linhagem endofitica de Pantoea agglomerans, 33.1, na promoção de crescimento de cana-de-açúcar bem como os aspectos biotecnológicos envolvidos na interação planta-endófito utilizando diversas técnicas para comprovar a colonização de cana por essa linhagem. Por meio da transformação da 33.1 com o gene responsável pela produção da proteína Cry foi possível provar in vitro o potencial dessa bactéria geneticamente modificada no controle de praga Diatraea saccharalis. Com Maria Carolina, receberão o Prêmio Dow Marcela da Silva Costa, pela tese “Um Índice de Mobilidade Urbana Sustentável”, defendida na Escola de Engenharia de São Carlos, USP-São Carlos, e Rosangela Calado da Costa, pela tese “Pagamento por serviços ambientais: limites e oportunidades para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar na Amazônia Brasileira”, no Programa de Pós-Graduação em Ciência Ambiental da USP.
Além destes três ganhadores, a comissão indicou mais dois trabalhos para receberem Menção Honrosa: Eleni Stark Rodrigues, pela tese “Gestão ambiental nos terminais de armazenagem de produtos químicos líquidos a granel no Porto de Santos”, defendida na Faculdade de Medicina da USP, e Kelly Polido Kaneshiro Olympio, da Faculdade de Saúde Pública da USP, pelo trabalho multidisciplinar “Surface dental enamel lead levels and antisocial behavior in Brazilian adolescents”, publicado na revista Neurotoxicology and Teratology com colaboradores da Faculdade de Saúde Pública da USP, do Instituto de Química da USP e da UNESP-Bauru e UNIFESP-Diadema.
Entusiasmadas com a premiação, doutora e orientadora declaram: “Fiquei muito feliz e surpresa com o recebimento do prêmio pois não esperava um reconhecimento tão grande do trabalho desenvolvido durante o doutorado”. Já a orientadora enfatiza que “receber esse prêmio é muito importante para o reconhecimento da excelência do programa de Pó-Graduação de Genética e Melhoramento de Plantas e para toda a comunidade esalqueana”.
Vale ainda destacar que, entre as premiadas, Maria Carolina Quecine foi a indicada para participar como representante da USP na reunião da Fundação Dow em Boston, EUA, em outubro de 2010.

domingo, 3 de outubro de 2010

SOLUÇÃO ENGENHOSA


Cansado de ficar impedido de entrar e sair de casa com seu carro, considerando que muitos carros estacionam irregularmente o dia todo, o morador criou uma engenhosa saída, que obedece as minúcias da legislação de trânsito.

sábado, 2 de outubro de 2010

ASSOCIAÇÃO GUARDA MIRIM MUNICIPAL DE PIRACICABA

A Associação Guarda Mirim Municipal de Piracicaba foi fundada em 21 de Abril de 1966, pelo Prefeito Sr. Comendador Luciano Guidotti e pelos representantes das Sociedades Civis como Rotary Club, Lions, Maçonaria, Juizado de Menores e Guarda Civil.A sua concepção surgiu do Projeto de Lei 1.161 em 1962, apresentado pelo Vereador Professor Rubens Leite do Canto Braga.
Naquela época, a cidade de Piracicaba tinha aproximadamente 120.000 habitantes, era considerada como uma cidade progressista, que por três vezes consecutiva foi tida como a cidade mais progressista do Estado de São Paulo, a cidade das escolas, das Avenidas .
Em Dezembro de 1965, o Juizado de Menores em conjunto com a Guarda Civil, através do Sub Inspetor Elias Domingos da Silva convidaram 15 adolescentes, que foram os primeiros alunos, começaram a dar-lhes instruções de ordem unida, comportamento, disciplina e trânsito.
Após dois meses, o Sub Elias (Como era chamado o Comandante da Guarda Civil), não encontrando ninguém na Corporação que tivesse o dom de trabalhar com esses adolescentes, foi para São Paulo e acertou com o Comando da Guarda Civil de lá a vinda do então Classe Distinta Sr. Frederico Ciappina Neto para comandar a Guarda Mirim.
Com a chegada do Comandante Ciappina, a Guarda Mirim praticamente deu início as suas atividades.
A Guarda Mirim iniciou os seus trabalhos na sede da Guarda Civil, num imóvel à Rua Moraes Barros, n.º 525, cujos padrões éticos e morais se basearam na política dos Estados Unidos. Mesmo a Guarda Civil apresentando este padrão, o Comandante Ciappina, que tinha em mente fazer um trabalho diferenciado com os adolescentes, precisou separá-los dos adultos porque suas realidades eram totalmente distintas.
Ao primeiro momento, a Guarda Mirim foi criada para retirar adolescentes da rua (engraxates), ajudar a Guarda Civil no trânsito e outras atividades que ajudassem o público, tais como: guardar veículos nos dias de finados, nos dias de carnaval e na passagem de estudantes nas escolas.
A Entidade, com o passar dos anos, teve um aumento considerável do seu efetivo, o que proporcionou aos adolescentes começarem a atuar como estagiários junto às empresas e ao comércio local. Suas atividades eram bem caracterizadas, sempre ponderando para que os adolescentes continuassem seus estudos para permanecerem vinculados a Instituição, cumprindo Jornada de trabalho de até 6 (seis) horas diárias, cujas atividades jamais poderiam ser desenvolvidas em condições insalubres ou que prejudicasse o desenvolvimento não só físico, como também moral e intelectual.
Hoje, ao completar seu quadragésimo primeiro aniversário, a Associação Guarda Mirim Municipal de Piracicaba através de seu Presidente, Diretores e Colaboradores, sentem-se orgulhosos por terem encaminhado aproximadamente 5.000 adolescentes para uma vida saudável, dentre eles destacam-se: médicos, advogados, administradores de empresas, políticos, sindicalistas, funcionários públicos, engenheiros, enfim, em todos os setores encontramos ex-Guardas Mirins, sempre trabalhando para o progresso de nossa sociedade.
Pode-se resumir a finalidade da Instituição como sendo: Amparo e Promoção Social ao Adolescente, ou seja, Instituição Civil destinada a abraçar adolescentes de 12 a 18 anos, sem distinção de raça, cor, convicção política ou credo religioso, a instruí-los nas boas maneiras, a incutí-los os princípios de honestidade, de trabalho moral e cristão e, cumprimento das leis do amor ao próximo e a Pátria.
Considera-se que a Associação Guarda Mirim Municipal de Piracicaba é uma vencedora, pois sabe-se quão importante é para formação dos jovens piracicabanos, principalmente aqueles da periferia que, com um pouco de compreensão e amor conseguiram alcançar seus objetivos.
Hoje a ASSOCIAÇÃO GUARDA MIRIM MUNICIPAL DE PIRACICABA tem um efetivo médio de 350 adolescentes, matriculados nas Instituições de Ensino Médio e inclusos no programa de acordo com a lei, possuindo convênio com renomadas empresas de todos os segmentos da sociedade.
“A DISCIPLINA É A BASE FUNDAMENTAL DE TODAS AS COISAS. É A NOSSA BASE".
FONTE:
http://www.guardamirim.org/historico.htm







COMPONENTE DA BANDA DA GUARDA MIRIM

MÚSICO GUARDA MIRIM

MÚSICO DA GUARDA MIRIM

COMPONENTES DA BANDA DA GUARDA MIRIM DE PIRACICABA



quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Etanol ou Eta nóis?

Eta nóis (é o atual nome que tem nas bombas dos postos de combustiveis e que antigamente chamava-se de "Arcoos" do nosso tomove)
Nóis apeia no posta pra abastecer e manda o frentista colocar 50 rear de etanóis.
Jair
o Caipiracicabano

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

LAR DOS VELHINHOS PIRACICABA

Flagrante

                                                                                           Foto JUNassif

O Lar dos Velhinhos ainda tem pés de jabuticaba


                                                                                                Foto JUNassif
Em 26 de agosto de 1906 na Chácara das Jabuticabeiras, adquirida por 17 contos de réis inaugurava-se com 11 abrigados a instituição fundada por Pedro Alexandrino de Almeida. O então antigo Asilo de Velhice e Mendicidade. Ao longo dos seus 104 anos de existência, de Pedro Alexandrino de Almeida a Jairo Ribeiro de Mattos, é uma obra onde não se mede sacrifícios. É referência como padrão de alta qualidade. Fruto de trabalho árduo e desinteressado de seus dirigentes, a primeira Cidade Geriátrica do Brasil é também a realização do sonho de um apaixonado pela causa: Jairo Ribeiro de Mattos.

                                                                                                   Foto JUNassif


Jabuticaba
                                                                                                                   Foto JUNassif

A jabuticaba, jaboticaba ou jabuticabeira é uma árvore frutífera brasileira da família das mirtáceas, nativa da Mata Atlântica. Outros nomes populares: jabuticabeira-preta, jabuticabeira-rajada, jabuticabeira-rósea, jabuticabeira-vermelho-branca, jabuticaba-paulista, jabuticaba-ponhema, jabuticaba-açu, jabuticaba-sabará.

A química Daniela Brotto Terci jamais tinha suspeitado de que havia tanta antocianina na jabuticaba. "Os trabalhos a respeito dessa fruta são muito escassos", tenta justificar a pesquisadora, que também mediu a dosagem de antocianinas da amora. Ironia, o fruto da videira saiu perdendo no ranking, enquanto o da jabuticabeira... Dê só uma olhada (o número representa a quantidade de miligramas das benditas antocianinas por grama da fruta):

• jabuticaba: 314

• amora: 290

• uva: 227

As antocianinas dão o tom. "Se um fruto tem cor arroxeada é porque elas estão ali" Elas têm uma potente ação antioxidante", completa a pesquisadora de Campinas. Ou seja, uma vez em circulação, ajudam a varrer as moléculas instáveis de radicais livres. Esse efeito, observado em tubos de ensaio, dá uma pista para a gente compreender por que a incidência de tumores e problemas cardíacos é menor entre consumidores de alimentos ricos no pigmento. Ultimamente surgem estudos apontando uma nova ligação: as tais substâncias antioxidantes também auxiliariam a estabilizar o açúcar no sangue dos diabéticos.



Se a maior concentração de antocianinas está na casca, não dá para você simplesmente cuspi-la. Tudo bem, engolir a capa preta também é difícil. A saída, sugerida pelos especialistas, é batê-la no preparo de sucos ou usá-la em geléias a boa notícia é que altas temperaturas não degradam suas substâncias benéficas.



Aliás, no caso da jabuticaba, há outro complicador. Delicada, a fruta se modifica assim que é arrancada da árvore. "Como tem muito açúcar, a fermentação acontece no mesmo dia da colheita", conta a engenheira agrônoma Sarita Leonel, da Universidade Estadual Paulista, em Botucatu. A dica é guardá-la em saco plástico e na geladeira. Agora, para quem tem uma jabuticabeira que privilégio! , a professora repete o que já diziam os nossos avós: "Jabuticaba se chupa no pé".



O branco tem seu valor

A bioquímica Edna Amante, do laboratório de frutas e hortaliças da Universidade Federal de Santa Catarina, destaca alguns nutrientes da parte branca e mais consumida da jabuticaba. "É na polpa que a gente encontra ferro, fósforo, vitamina C e boas doses de niacina, uma vitamina do complexo B que facilita a digestão e ainda nos ajuda a eliminar toxinas." E não só nessa polpa, mas também na casca escura, você tem excelentes teores de pectina. "Essa fibra tem sido muito indicada para derrubar os níveis de colesterol, entre outras coisas", conta a nutricionista Karla Silva. A pectina, portanto, faz uma excelente dobradinha com as antocianinas no fruto da jabuticabeira. Daí o discurso inflamado dessa especialista, fã de carteirinha: "A jabuticaba deveria ser mais valorizada, consumida e explorada". http://saude.abril.com.br



quinta-feira, 26 de agosto de 2010

IX SIMPÓSIO SAIBA MAIS SOBRE ALIMENTOS E II WORKSHOP DA CADEIA DO FRIO

Estudantes e profissionais da área de ciência e tecnologia de alimentos terão um desenvolvimento extracurricular sólido e atual e oportunidades no mercado de trabalho ao participarem de evento organizado por alunos de graduação em Ciências dos Alimentos e de pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ).
Assim, para complementar a formação acadêmica e profissional, além de promover o acesso às inovações tecnológicas, científicas e mercadológica, será realizado nos dias 20, 21 e 22 de outubro, o IX Simpósio Saiba mais sobre alimentos e II Workshop da Cadeia do Frio, no Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição (LAN) – Anfiteatro Professor Urgel de Almeida Lima.
A estrutura do evento, que trará profissionais da Embaquim, Embrapa, Damm, Sabor e Cor, Adolfo Lutz, Unicamp, Arcor do Brasil, Seara, Danone, Unilever, Faculdade Osvaldo Cruz e USP Pirassununga contará com doze palestras e três mini-cursos.
Palestras programadas (dias 20 e 21/10, das 08h00 às 17h30)
Asséptico, congelado ou hot fill : Qual o melhor método para processar polpas?; Exportação de frutas e hortaliças: logística, legislação e sua problemática; Desenvolvimento de produtos a base de pescado versus manutenção da cadeia do frio; Alimentos orgânicos – produção, qualidade e vantagens: experiência com ovos orgânicos; Sustentabilidade na indústria e produção de palmito pupunha; Gastronomia molecular; Aplicação da microscopia na análise de alimentos; Eficiência energética na cadeia do frio; Requisitos de produtos industrializados para exportação; Marketing na indústria de alimentos; Enzimas na fabricação de açúcar: caracterização do processo, caracterização das enzimas, aplicação, residuais no produto final; Caracterização de produtos lácteos: iogurte, leite fermentado, bebida láctea, petit suisse e sobremesas lácteas.
Mini-cursos planejados (dia 22/10, das 08h00 às 18h00)
Logística na indústria de alimentos; Desenvolvimento de bebidas não alcoólicas; Tecnologia da cadeia do frio.
As inscrições para palestras ou mini-cursos ou ambos podem ser feitas com desconto até 30 de agosto, e sem desconto até 18 de outubro, pelos sites www.lan.esalq.usp.br/saibamais ou www.fealq.org.br

domingo, 8 de agosto de 2010

CASA ONDE NASCEU O GOVERNADOR ADHEMAR DE BARROS

Casa onde nasceu o Governador do Estado de São Paulo, Dr. Adhemar de Barros
Essa casa foi demolida dando lugar a um terreno utilizado como estacionamento, fica na Rua Boa Morte esquina com a Rua Ipiranga.

domingo, 1 de agosto de 2010

Movimento de Preservação Ferroviária

O MPF - Movimento de Preservação Ferroviária e a Editora Pandion, em parceria com a UNIMEP - Universidade Metodista de Piracicaba, promoverão mais um evento de lançamento do livro "Trilhos & Letras - Uma antologia do trem", desta feita no Centro Cultural Martha Watts, em Piracicaba - SP, no dia 20 de agosto corrente, às 19 horas, conforme convite anexo.
A obra inclui textos de três ilustres educadores e ferroviaristas piracicabanos: Almir Maia, Gustavo Alvim e Hélio Dias. Os três foram convidados para o painel "Nos Trilhos da Memória", antecedendo a sessão de autógrafos do livro.
O projeto não tem fins lucrativos. Cada exemplar está sendo vendido a R$ 25,00 e eventuais resultados financeiros reverterão para a causa do nosso Movimento: preservação do patrimônio histórico e cultural ferroviário e revitalização do transporte sobre trilhos no país.
Contamos, pois, com sua ilustre presença e com seu apoio na divulgação do evento.
Saudações ferroviaristas.
Victor José Ferreira
Presidente
MPF - Movimento de Preservação Ferroviária

Anúncio de 1965...

terça-feira, 27 de julho de 2010

MOSTRA DO SALÃO INTERNACIONAL DE HUMOR DE PIRACICABA NA ESALQ

O Museu e Centro de Ciências, Educação e Artes “Luiz de Queiroz” sediará, pela primeira vez, uma exposição com parte do acervo fotográfico do Salão Internacional do Humor de Piracicaba, que este ano chega à sua 37ª edição. A mostra que se instalará no Campus Luiz de Queiroz compreenderá um recorte do período entre 1970 e 1980.
De acordo com os responsáveis pela iniciativa, a intenção é que essa parceria continue nos próximos anos abrangendo, a cada um dos eventos, um período determinado a exemplo deste que terá início em 6 de agosto.
A mostra poderá ser vista até 10 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 08h00 às 17h00.
A realização é da Comissão (CCEx) e do Serviço (SVCEx) de Cultura e Extensão Universitária da ESALQ, Seção de Atividades Culturais (SCAC) e Museu “Luiz de Queiroz”, e do Centro Nacional de Humor Gráfico, ligado à Secretaria Municipal de Ação Cultural.
A entrada é gratuita. Informações pelos telefones (19) 3429-4305 ou (19) 3429-4410.
Salão Internacional de Humor
Foi criado em 1974 para incentivar a descoberta de novos talentos do humor gráfico e das histórias em quadrinhos. Com a proposta de inovar e levar a um público diversificado as quatro características da linguagem do humor gráfico – cartuns, charges, caricaturas e tiras, é considerado um dos salões mais importantes do mundo no universo das artes gráficas, da indústria editorial e das HQs.
Próximo de completar 40 anos, o Salão possui um rico acervo de 300 trabalhos que retratam as diversas transformações sociais, ambientais, econômicas, políticas e culturais do Brasil e do mundo. Hoje, esse acervo é acolhido pelo Centro Nacional de Pesquisa e Documentação do Humor de Piracicaba (CEDHU), no Engenho Central, sob direção do cartunista Eduardo Grosso.

Artigo de Professora da ESALQ é selecionado para a Conferência Internacional de Biometria

A Sociedade Internacional de Biometria (The International Biometric Society - IBS) promove o desenvolvimento e a aplicação de métodos estatísticos e matemáticos nas ciências biológicas, incluindo agricultura, ecologia, ciências ambientais, silvicultura e disciplinas afins. A IBS é constituída de diversas outras regiões de países, envolvendo pesquisadores da área de Biometria de todo o mundo.
A Conferência Internacional de Biometria, que acontece a cada dois anos, é o maior evento realizado pela IBS. Em 2010, a reunião ocorrerá em Florianópolis (SC) e, na oportunidade, a professora Clarice Garcia Borges Demétrio, do Departamento de Ciências Exatas (LCE), da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ), apresentará os resultados do artigo “Formulating Mixed Models for Experiments, Including Longitudinal Experiments”, escrito em co-autoria com o pesquisador Chris Brien, da University of South Austrália.
Um comitê avaliador da IBS selecionou apenas dois artigos, dentre os publicados em 2008 e 2009, um do Journal of Agricultural, Biological and Enviromental Statistics e outro da Biometrics, ambas sob responsabilidade da instituição. O trabalho da professora da ESALQ foi publicado em 2009 no Journal of Agricultural, Biological and Enviromental Statistics (Volume 14, Número 3).
O estudo traçou parâmetros para determinação de um modelo misto de análise de dados correlacionados, que pode ser aplicado em inúmeras áreas ligadas às ciências agrárias, bem como em outras áreas como medicina, por exemplo. “Uma pesquisa desenvolvida no programa de pós–graduação em Recursos Florestais da ESALQ, que testou o efeito do tempo no grau de refino de polpa de eucaliptos, serviu de base para ao artigo”, relata a professora. A análise proposta melhora a interpretação dos dados, possibilitando melhor precisão nos resultados. “Assim o modelo estatístico permite aprimorar os passos que levam às tomadas de decisão nas mais diversas áreas do saber e, ao mesmo tempo, contribui com o desenvolvimento do setor produtivo. Trata-se de um método mais adequado para analisar um conjunto de dados em que as observações foram feitas ao longo de um determinado período. Ele dá a indicação do melhor caminho a ser tomado”, finaliza Clarice.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

EQUIPE ASPIRE SUPERA EXPECTATIVAS E CONQUISTA 05 MEDALHAS


EQUIPE ASPIRE SUPERA EXPECTATIVAS E CONQUISTA 05 MEDALHAS NA 1a. ETAPA DO
PAULISTA DE CANOAGEM MARATONA.
Neste final de semana, o Centro Náutico de São Vicente/SP foi palco da 1a.
etapa do Campeonato Paulista de Canoagem Maratona, onde os atletas tiveram
que remar num percurso de 3km, 11km ou 22km dependendo da categoría. A
equipe da Associação Piracicaba de Regatas (ASPIRE) que representa a cidade
de Piracicaba/SP nas competições de Velocidade e Maratona esteve na ocasião
representada por apenas 7 atletas, todos eles alunos da própria associação.
Este número é bastante pequeno em comparação com as equipes que segraram-se
campeãs como por exemplo a AVIC (São Vicente/SP) com 49 atletas, ou a AFC
(Praia Grande/SP) com 26 atletas, porém mesmo estando em desvantagem, a
ASPIRE conseguiu superar todas as expectativas e conquistou a 5a. colocação
na classificação geral com 33 pontos, num total de 9 equipes participantes!
"Se fizermos a análise de pontuação total pela equipe, a AVIC obteve 83
pontos com 49 atletas, isto dá aproximadamente 1,7 pontos por atleta, em
média. Nossa equipe conquistou 33 pontos com apenas 7 atletas o que dá um
desempenho de 4,7 pontos por atleta! Isto significa que, individualmente os
resultados podem não ser os melhores, mas no conjunto, a equipe é bastante
forte!" comenta Maurício Briones, técnico da equipe e presidente da ASPIRE.
Os resultados foram os seguintes:
-> Thiago Pires Anastácio: VICE-CAMPEÃO na categoria INFANTIL, K1 Escola
Masculino em 3km de prova (FOTO#1)
-> Thalita Filhinho das Chagas: 3o. Lugar na categoria INFANTIL, K1 Escola
Feminino em 3km de prova com 23'20 segundos;
-> Paula Leite Menegale: 3o. Lugar na categoria MENOR, K1 Olímpico Feminino
em 11Km de prova;
-> Luiza Gomes Perdigão: 3o. Lugar na categoria CADETE, K1 Olímpico
Feminino em 11Km de prova;
-> Maurício Briones: 3o. Lugar na categoria MASTER, K1 Olímpico em 22Km de
prova com 2h 23' 25 segundos (FOTO#3);
-> Vinicius Leite Menegale: 4o. Lugar na categoria SENIOR, K1 Olímpico
Masculino em 22Km de prova (FOTO#2);
-> Lucas Couto: 4o. Lugar na categoria CADETE, K2 Olímpico Masculino em
22Km de prova com Jonatas Santos, atleta de São Vicente e
5o. Lugar na categoria CADETE, K1 Olímpico Masculino em 22Km de prova com
2h 25' 16 segundos;

As competições foram marcadas por uma fina chuva e ventos fortes no Sábado
e um intenso sol sem nunvens no Domingo, fazendo com que os atletas tenham
adversários a mais a serem vencidos como as ondas formadas pelo vento e o
forte calor, acarretando um grande número de desistências por parte de
alguns atletas o que não tira o mérito dos competidores finalistas pois o
maior desafio de todos é a exaustão e a fadiga. "Terminar a prova já é uma
vitória! Cruzar a linha de chegada traz a sensação de dever cumprido! O
atleta que completa um percurso desses, vencendo todos esses agravantes
está preparado para qualquer outro desafio, seja no esporte ou na vida!"
reafirma Maurício Briones, exibindo as bolhas formadas nas mãos depois da
competição.

O próximo desafio da equipe ASPIRE será no dia 28 de Agosto na cidade de
São Paulo/SP onde será realizada a 2a. etapa do Camp. Paulista de
Velocidade, nas distâncias de 500m. Os treinos já serão retomados no
próximo sábado e quem tiver interesse de fazer aulas de canoagem e entrar
para a equipe de competição, basta visitar o site: www.aspire.esp.br onde
estão todas as informações necessárias, ficha de inscrição e instruções
para iniciantes. A equipe ASPIRE conta com o apoio da E-Clientes, soluções
para informática e da BEVI, administradora de condomínios. A Secretaría de
Esportes, Lazer e Atividades motoras também colabora com as atividades da
Associação Piracicabana de Regatas. O empresário que tiver interesse em
apoiar as ações da ASPIRE, pode também entrar em contato com a associação
através do site.

ESALQ SERÁ HOMENAGEADA PELO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) completa, na próxima quarta-feira, 28 de julho, 150 anos de existência. Nesta data especial, o ministério prestará homenagens a personalidades e instituições que contribuíram para o desenvolvimento do setor. Entre os agraciados está a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ).
As honrarias serão entregues pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e pelo Ministro da Agricultura, Wagner Rossi, em solenidade que acontecerá no Clube do Exército, em Brasília, às 15h30. Na ocasião, a ESALQ receberá a Medalha dos 150 anos do Mapa

USP promove quarta edição da Feira das Profissões

Nos dias 5, 6 e 7 de agosto, a Universidade de São Paulo (USP) promove a quarta edição da Feira das Profissões, uma iniciativa inserida no Programa “A Universidade e as Profissões”, desenvolvida pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária. O objetivo da feira é o de apresentar os cursos e as atividades desenvolvidas na USP a alunos do ensino médio e de cursos pré-vestibular como forma de auxiliá-los na escolha profissional.
Este ano, o evento será realizado no Centro de Práticas Esportivas (Cepeusp), localizado na Cidade Universitária “Armando de Salles Oliveira”, em São Paulo. Serão montados 55 estandes, nos quais os estudantes terão a oportunidade de conhecer Unidades de Ensino e Pesquisa, Museus e Órgãos da Universidade do campus de São Paulo e também do interior. Outra novidade será a realização de dinâmicas de orientação vocacional, que serão desenvolvidas pelo Instituto de Psicologia.
Uma equipe da FUVEST ficará à disposição dos visitantes para esclarecer dúvidas do Vestibular 2011, inclusive quanto à solicitação de isenção da taxa de inscrição, cujo prazo para inscrição se encerra no próximo dia 11 de agosto.
Os interessados em visitar a Feira das Profissões podem se inscrever gratuitamente pelo site www.usp.br/prc até o dia 7 de agosto. O Centro de Práticas Esportivas da USP está localizado à Praça 2, Prof. Rubião Meira, 61, na Cidade Universitária, em São Paulo.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Instituto Granbery

O Instituto Granbery, situado na cidade mineira de Juiz de Fora, criado em 1889 por missionários dos EUA, é considerado o mais tradicional colégio metodista brasileiro. Para celebrar a data de sua criação, anualmente são realizados eventos que reúnem alunos e ex-alunos de todas as gerações e lugares. No próximo mês de setembro, o Colégio completa 121 anos. Uma das marcas do Granbery é contar com uma ativa Associação de ex-alunos, conhecida como Associação Nacional dos Granberyenses (ANG), criada em 14 de novembro de 1922, seguindo a tradição das instituições educacionais dos EUA de cultivar e manter os laços de ligação do ex-aluno com sua escola. Talvez seja a associação de ex-alunos de uma escola particular mais antiga em atividade no Brasil e que se prepara para celebrar 90 anos em 2012. Uma das características desta Associação é contar com as Associações Regionais, que têm como objetivo apoiar a ANG como elo de ligação dos granberyenses espalhados por todo o país. Elas estão presentes em Belo Horizonte, Brasilia, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo. O Setor Sudeste Paulista em Piracicaba é o mais recente, criado em 1995 e o Presidente é o Prof. Almir de Souza Maia.
Para comemorar seus 15 anos, sua Diretoria desenvolverá programação especial no próximo dia 7 de agosto, no Salão Nobre da Universidade Metodista de Piracicaba, Campus Centro, aberta a toda a comunidade regional. Às 9h haverá celebração de ação de graças dirigida pelo Bispo Josué Adam Lazier, da Pastoral Universitária da UNIMEP. Em seguida o Prof. Almir Linhares de Faria realiza conferência sobre o tema ‘’Humanização e educação diante de alguns aspectos da cultura contemporânea”. Na sequência será lançado o livro “Pela autonomia universitária – crônicas da luta na UNIMEP – 2006-2009” pelo Prof. Elias Boaventura, ex-aluno do Granbery. Após esses eventos no Salão Nobre, ocorrem a abertura de exposição no CCMW (11h30) e o encerramento das atividades com um Almoço de Confraternização (13h) no pátio do Colégio Piracicabano. A programação é aberta a todos.
Piracicaba, 23 de julho de 2010

quinta-feira, 22 de julho de 2010

ESALQ HOMENAGEADA NO DIA DO AGRICULTOR

ESALQ HOMENAGEADA NO DIA DO AGRICULTOR
Escola será indicada Instituição do Ano pelo Projeto Casa do Produtor Rural. Na ocasião será lançada a cartilha “O eucalipto e a pequena propriedade rural”
Destacar a importância do trabalho no campo para o desenvolvimento do País e reverenciar aqueles que se dedicam ao cultivo da terra consistem em pontos chaves quando se aproximam as comemorações ao Dia do Agricultor. Instituída a partir do centenário da criação do Ministério da Agricultura, em 1960, a data é comemorada nacionalmente em 28 de julho, em homenagem àqueles que trabalham na lavoura.
Proposta pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (COMDER) por força do decreto legislativo nº 25 de 1999, a data foi inserida no calendário oficial do município e, desde então, uma grande festa se realiza para os agricultores de Piracicaba.
Os Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural são órgãos consultivos criados pelo Poder Legislativo Municipal. A eles pertencem membros de toda a sociedade, com destaque para os agricultores, visando garantir legitimidade e representatividade da categoria. O papel desses Conselhos é atuar como articuladores de forças locais para o desenvolvimento rural sustentável e, também, como gestores dos processos de alocação de recursos para a área rural e a determinação das prioridades.
Assim, os conselheiros elegeram os homenageados entre pessoas e instituições que se destacaram no ano. Em uma das categorias, encontra-se a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ), que será distinguida como Instituição do Ano, pelo projeto “Casa do Produtor Rural” (CPRural). Também receberão homenagens Laurindo José Guarnieri (Agricultor do Ano), Vilma Edina Castilho Floriano (Agricultora do Ano) e Agrícola Volta Grande (Menção Honrosa).
A cerimônia acontece em 28 de julho, às 19h00, no Anfiteatro do Centro Canagro “José Coral”, com programação que contempla recepção, abertura da sessão solene, apresentação de vídeos dos homenageados, coquetel e encerramento.
Para consagrar o momento em que será homenageada, a CPRural integra-se à programação do Dia do Agricultor para lançar sua primeira publicação intitulada “O eucalipto e a pequena propriedade rural”, em comemoração aos cinco anos de existência desse espaço que foi inaugurado dentro da ESALQ para atender o agricultor.
A cartilha
Um dos temas mais solicitados pelos produtores atendidos pela CPRural tem sido o eucalipto como espécie de uso múltiplo. Para atender a crescente demanda sobre o assunto, foi elaborada uma cartilha com o objetivo de abordar as diversificadas formas de utilização deste gênero. A publicação pretende, ainda, gerar capacitação de pequenos produtores rurais, incentivando o cultivo do eucalipto e a produção de madeira roliça e serrada na região, favorecendo a criação de empregos e benefícios para o ambiente.
As ações de levantamento de informações sobre a história do eucalipto, escolha das espécies, produção de mudas de eucalipto, critérios e instalação de um viveiro, drenagem, irrigação, recipientes, substrato, adubação, sistema operacional, tratamento fitossanitário, controle de qualidade, implantação, práticas silviculturais, colheita florestal e o uso múltiplo do eucalipto foram realizadas pela aluna Mariana Gomes Pereira, do curso de Engenharia Florestal da ESALQ, por meio do “Programa Aprender com Cultura e Extensão”, da Universidade de São Paulo (USP). A orientação foi do professor José Nivaldo Garcia, do Departamento de Ciências Florestais (LCF).
A tiragem é de 3000 exemplares. A distribuição da cartilha será gratuita e acontecerá na CPRural, que fica no prédio da Pesquisa e Cultura e Extensão Universitária. A partir desta data, os interessados podem retirá-la de segunda a sexta-feira, das 08h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00.
Informações pelo telefone (19) 3429-4178.
CPRural
Fundada em 3 de junho de 2005, a CPRural é um veículo de disseminação dos conhecimentos gerados na ESALQ que atinge diretamente o pequeno agricultor e a sociedade como um todo. Trata-se de um centro de atendimento que presta orientação técnica aos produtores rurais sobre as diferentes áreas de atividade agropecuária de forma integrada com professores, departamentos, grupos de extensão e biblioteca da Escola

LOJA TELE-RÁDIO. ANOS 60

                                          LOJA TELE-RÁDIO. ANOS 60
                                         by IVANA

Show de Rubi


Segunda-feira, dia 26, fique ligado na TV Cultura para conferir a atuação cativante de Rubi, no programa Rumos da Música. Uma voz que dá vida às composições contemporâneas que se alternam entre samba, maracatu e pop.
Graduado em artes cênicas, Rubi deu início a sua carreira de ator em Brasília, na década de 1980, mas o canto ganhou novos ares depois de se fixar em São Paulo, em 1992. Dono de uma presença de palco incomum, Rubi tem três discos: Rubi (1998), Infinito Portátil (2005) e Paisagem Humana (2007). Quer saber mais? Confira o MySpace do artista.

ALUNOS DE GESTÃO AMBIENTAL PARTICIPAM DE ENCONTRO DE ESTUDANTES

ALUNOS DE GESTÃO AMBIENTAL PARTICIPAM DE ENCONTRO DE ESTUDANTES
Para participar do V Encontro Nacional dos Estudantes de Gestão Ambiental (ENEGeA), alunos deste curso de graduação da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ), encontram-se, desde o último dia 20, em Inconfidentes (MG), onde permanecerão até 24 de julho. O evento está acontecendo no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas – Campus Inconfidentes.
O Encontro reúne alunos de Gestão Ambiental de todo o País para promoção de debates relacionados ao curso, regulamentação da profissão e futura filiação dos formados aos conselhos profissionais, por meio de uma série de atividades.
O ENEGeA é uma organização político-estudantil dos acadêmicos de Gestão Ambiental do Brasil e, desde 2005, se reúnem, anualmente, para troca de experiências profissionais e de pesquisa. Entre as atividades estão a participação em palestras, grupos de trabalho, apresentações culturais, além de debates sobre competências e habilidades dos formandos, diretrizes curriculares básicas, duração e estrutura modular dos cursos, estágios e atividades complementares, a regulamentação da profissão e filiação a um Conselho Profissional (CREA, CRQ, CRA, COBAM).

DOCENTE DA ESALQ HOMENAGEADO PELA AEASP

DOCENTE DA ESALQ HOMENAGEADO PELA AEASP
Em cerimônia realizada em 28 de junho, no Tênis Clube Paulista, em São Paulo, engenheiros agrônomos ex-alunos e/ou docentes da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ) foram laureados pela Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo (AEASP). Anualmente, a AEASP presta homenagens a estes profissionais que, por suas atividades e exercício profissional, prestaram grandes contribuições ao setor agrícola.
As honrarias são prestadas num evento festivo chamado "Noite da Deusa Ceres". Para entrarem para o rol de engenheiros agrônomos ilustres da AEASP, os eleitos recebem como prêmio uma estatueta da Deusa Ceres, a Deusa da Agricultura.
As homenagens são divididas em três categorias: "Engenheiro Agrônomo do Ano", conferida a somente um profissional por vez, desde 1972, e "Medalha Fernando Costa", que desde 1991, contempla aqueles que se destacaram nas áreas de Liderança Rural, Iniciativa Privada, Ensino, Pesquisa e Extensão, além da categoria "Destaque", para pessoas ou empresas que, de alguma forma, deram sua contribuição ao meio agronômico.
Em sua 38ª edição, a AEASP homenageou com a Medalha Fernando Costa, em Ensino, o ex-aluno e docente da ESALQ, Waldemar Antonio Demétrio. O professor graduou-se em Engenharia Agronômica pela ESALQ, em 1971. Possui Licenciatura em Técnicas Agrícolas pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP) e mestrado e doutorado em Agronomia também pela ESALQ.
Demétrio desenvolve pesquisas na área de Geociências, principalmente em modelagem numérica de terreno, fotogrametria, fotointerpretação, georreferenciamento de imóveis rurais, registro de imóveis rurais, estradas rurais, projetos rurais, perícias e avaliações de engenharia aplicadas a imóveis rurais.
Atualmente, Demétrio é professor titular do Departamento de Engenharia de Biossistemas (LEB) da ESALQ, assessor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo e conselheiro do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia representando a ESALQ.
Ainda homenageados com a Medalha Fernando Costa encontram-se: em Pesquisa – Bernardo Van Raij, com Doutorado e Livre Docência pela ESALQ. Atualmente é pesquisador voluntário do Instituto Agronômico de Campinas (IAC); em Extensão Rural e Assistência Técnica – Francisco Eduardo Bernal Simões, formado em Engenharia Agronômica pela ESALQ, em 1973. Atualmente é produtor rural de café, milho, mandioca, seringueira e gado de corte e faz parte do conselho de administração da Cooperativa Agrária de Cafeicultores do Sul de São Paulo (CASUL).
Já o título de Engenheiro Agrônomo do Ano, coube a Ivan Wedekin, formado pela ESALQ, turma de 1974. Atualmente é Diretor de Commodities da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, a BM&FBOVESPA e membro do Conselho Superior de Agronegócio da FIESP.
Na categoria Destaque Ação Ambiental, o laureado foi Enéas Salati, engenheiro agrônomo formado em 1955 pela ESALQ, onde também realizou o seu doutorado em Agronomia e tornou-se Livre Docente da Cadeira de Física e Meteorologia. Foi um dos responsáveis pela criação do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (USP/CENA), mesmo Campus onde fica a ESALQ. Atualmente ocupa o cargo de diretor técnico da Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável (FBDS).

Tecnologia proporciona união entre ciência e arte

Tecnologia proporciona união entre ciência e arte
Segundo uma lenda bíblica, o alecrim é uma planta abençoada, já que em certa ocasião, sustentara para secar ao sol as roupas do menino Jesus lavadas por Maria no rio durante uma manhã inteira quando a sagrada família fugia para o Egito. Tal narrativa chamou a atenção pelo valor espiritual e encantou a artista plástica Cristina Libardi que a cerca de 15 anos vem desenvolvendo seus trabalhos empregando conceitos sobre arte contemporânea e resolveu adotar o alecrim em abordagem para sua pesquisa em Nanoarte . Recentemente, Cristina fez o primeiro curso oferecido no Brasil, fora do âmbito acadêmico das universidades sobre nanoarte. O curso foi promovido pelo MuBE- Museu Brasileiro de Escultura em São Paulo pela artista midiática Anna Barros, que foi curadora em 2008 da pioneira exposição “NANO: POÉTICA DE UM MUNDO NOVO - Arte-Ciência-Tecnologia”.
Para poder desenvolver esse trabalho e fazer a interlocução com a ciência e tecnologia, Cristina contato com o professor Francisco Tanaka, do departamento de Fitopatologia e Nematologia (LFN), da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ), que para ela foi de importância fundamental. “Eu não imaginava que a ESALQ poderia estar aberta para receber este tipo de proposta, uma vez que este movimento ainda é germinal, mas o professor Francisco foi receptivo e acabou abraçando esse projeto e o diálogo tem sido muito profícuo”, reforça a artista.
Com essa aproximação, a artista encontrou a oportunidade de conhecer o alecrim de forma microscópica. Na prática, ela vem trabalhando em cima de imagens obtidas por meio dos microscópios de luz e o eletrônico de varredura do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Microscopia Eletrônica aplicada à Pesquisa Agropecuária (NAP/MEPA), espaço onde o professor Francisco Tanaka atua, orientando projetos de melhoramento de citros, guaraná e outros produtos agrícolas. São registros visuais do alecrim com até 30 mil vezes de aumento, que recebem a interferência da artista em softwares de manipulação de imagens. Na prática, a intervenção ressalta aspectos do relevo e a topografia da planta expõe sinuosidades e evidencia traços da estrutura molecular a partir do emprego de cores e alteração de características como brilho e contraste. “Conhecia as propriedades externas dessa planta mística e cheia de virtudes no conceito religioso e popular, mas agora vi e conheci sua formação interna. São imagens interessantes e belas, que se configuram numa espécie de renda e proporciona condições para metáforas em meus trabalhos, as quais procuro estabelecer relações imagéticas com conceitos ou idéias de forma criativa ”, diz Cristina.
Para Tanaka, olhar essas imagens com objetivo extra científico é algo raro entre os pesquisadores. “Na verdade, para nós que trabalhamos com ciência, diariamente, de forma centrada, utilizando imagens microscópicas como base de informação científica, não é comum pensarmos nelas como fonte de inspiração artística. No entanto, se há um grupo de pessoas tentando unir essas duas manifestações, ciência e arte, de forma sistematizada e que traga algum efeito somatório, então acho válido. É interessante notarmos que o que possui valor científico nem sempre terá valor estético ou filosófico, mas é justamente nesse diálogo que está o sentido dessa aproximação”, salienta.
Segundo Cristina, a arte não tem a pretensão de fazer ciência. “As áreas não se contrapõem, embora hoje a nanoarte esteja aguçando muitos cientistas a se aventurarem nas esferas artísticas das novas mídias”. Trata-se de uma possibilidade de união e convívio entre as áreas do saber, tidas até pouco tempo como antagônicas, e a real função é unir e provocar “insights”, promover a criatividade unindo o cenário artístico com a esfera científica e tendo como aliada a tecnologia para a obtenção de resultados que possam estar a serviço da coletividade. “A nano arte vem propor um mundo que sugere a interlocução sadia entre essas áreas do saber, ser promotora de alianças de criatividade em benefício do próprio ser humano ”, finaliza.

Alunos de Ciências Biológicas da ESALQ participam de convênio nos EUA

Alunos de Ciências Biológicas da ESALQ participam de convênio nos EUA que visa soluções para proteger culturas agrícolas
Três esalqueanos participarão de um consórcio universitário binacional envolvendo, no Brasil, a ESALQ e Universidade Federal do Paraná (UFPR) e, nos EUA, a University of California-Davis e Penn State University (EUA). O programa visa a promoção de intercâmbio em nível de graduação, em parceria com o Fund for the Improvement of Post Secondary Education (Fipse), do Departamento de Educação dos Estados Unidos. São eles: Andrea Graf Werneburg, do 3º ano de Ciências Biológicas, Rafael de Andrade Moral, do 4º ano de Ciências Biológicas e Fernando Sujimoto.
Durante os quatro meses na Pensilvânia, Andrea pretende aprimorar as atividades que realiza no laboratório de Comportamento de Insetos e Ecologia Química, do departamento de Entomologia e Acarologia (LEA). “Nunca sai para nenhum intercâmbio e fico ansiosa em conhecer outro país. Espero conhecer muitos lugares, aprimorar meu conhecimento na área e no idioma e ainda voltar com novas metodologias e técnicas que possam contribuir com o nosso trabalho aqui no Brasil”. Esse convênio, fomentado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), tem como finalidade reforçar a capacidade dos alunos para trabalhar com pessoas de outros países e entender as limitações associadas com diferentes sistemas agrícolas em ecossistemas maiores e mercados econômicos. Além disso, a proposta é estabelecer uma rede entre acadêmicos brasileiros e profissionais nos EUA relacionados às questões científicas e sociais que afetam o desenvolvimento com soluções de sucesso para a proteção das culturas agrícolas de forma sustentável.
Rafael Moral reforça que sua estadia na Pensilvânia será um período de aprimoramento e aquisição de experiências enriquecedoras. “Acredito que estarei em um país de intensa produção científica, com oportunidade de observar e aprender a maneira que eles têm de trabalhar. Espero também fazer contatos valiosos para uma futura pós-graduação”.
A Universidade da Califórnia – Davis (UCD) será o destino de Fernando Ribeiro Sujimoto, aluno do 5º ano de Ciências Biológicas. “Lá terei orientação do professor Walter Leal, um dos maiores nomes na pesquisa com feromônios no mundo”. Sujimoto cumprirá um programa de estágio, trabalhando no Laboratório de Ecologia Química (coordenado pelo Professor Walter), no Departamento de Entomologia da UCD. “Estudarei, especificamente, proteínas relacionadas às vias de percepção e resposta do agente químico nos organismos dos insetos”, salienta.
Segundo o coordenador do programa na ESALQ, professor José Maurício S. Bento, do LEA, esta é uma oportunidade excelente para os alunos da ESALQ. “Eles irão participar de pesquisas em laboratórios do mais alto nível, o que poderá representar um diferencial importante para complementar a formação destes estudantes, não só para aqueles que pretendem ingressar no mercado de trabalho como aqueles que desejam seguir a carreira acadêmica, após a formatura”, finaliza.

No dia 25 de julho comemora-se o Dia Nacional do Escritor e os grupos literários estão organizando, em parceria com a Biblioteca Municipal, um evento na Área de Lazer, na Rua do Porto, no local junto ao ônibus da Biblioteca .
Haverá apresentações musicais ( Fanfarra da Casa do Amor Fraterno), contação de histórias, declamação de poesias, varal de minicontos e textos ilustrados e distribuição de livros-frutos, que serão pendurados em árvores e as pessoas poderão apanhá-los e levá-los para casa.
As atividades vão das 8h às 12h do domingo e são abertas ao público com entrada franca. Caso chova, o evento será transferido para o próximo domingo que estiver com sol.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Programa de Pós-graduação em Genética confere 800º título

Pesquisa sobre melhoramento genético da cana-de-açúcar é a primeira tese de doutorado da ESALQ redigida em língua inglesa
Os programas de melhoramento da cana-de-açúcar demandam aproximadamente 12 anos para a obtenção de um novo cultivar. Assim, técnicas modernas, como marcadores moleculares, podem ser utilizados como uma ferramenta valiosa para a redução do tempo, contribuindo para uma seleção mais precoce e eficaz de genótipos superiores. “Embora a cana-de-açúcar seja uma cultura perene, para a qual o desempenho genotípico é avaliado por meio de ensaios estabelecidos ao longo de diferentes locais e cortes, a maior parte dos estudos de mapeamento de QTLs ignora a existência de interação entre QTLs, corte e local”, conta a engenheira agrônoma Maria Marta Pastina, autora da tese “Mapeamento de QTLs e estudo da interação entre QTLs, ambiente e cortes em cana-de-açúcar, usando a abordagem de modelos mistos”, defendida no programa de pós-graduação em Genética e Melhoramentos de Plantas (PPG-GMP), da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ).
A tese apresenta, como principal inovação, o desenvolvimento de um método genético-estatístico que permite o estudo da interação entre QTLs, cortes e locais. Relata os primeiros resultados de estudos de interação QTL e ambiente em cana-de-açúcar por meio da utilização de modelos estatísticos mais elaborados e adequados para a espécie, uma vez que os demais trabalhos sobre mapeamento de QTLs publicados até o momento para esta espécie ignoram a existência de interação entre QTLs e ambientes.
A pesquisa avaliou as diferenças observadas entre as sequências de DNA de indivíduos diferentes que possam estar relacionadas com alterações na expressão do fenótipo para um caráter quantitativo de grande importância agronômica e econômica, como por exemplo, quais as diferenças existentes entre as sequências de DNA de plantas com maior teor de sacarose e plantas com menor teor de sacarose em cana-de-açúcar. “Busquei desenvolver métodos genético-estatísticos para melhorar a eficiência do mapeamento de QTLs. Por exemplo, alguns QTLs podem deixar de se expressar quando os indivíduos são submetidos a diferentes condições ambientas, ou então, a intensidade de expressão pode ser alterada de um local para o outro, ou de um corte para o outro”, afirma a agrônoma.
Orientado pelo professor Antonio Augusto Franco Garcia, do departamento de Genética (LGN), o trabalho gerou resultados mais precisos, aumentando a possibilidade de realização no futuro da chamada seleção assistida, permitindo por exemplo que a seleção seja praticada em etapas iniciais do melhoramento, reduzindo o tempo necessário para a obtenção de cultivares melhorados. “O trabalho apresenta metodologia e resultados inéditos para cana-de-açúcar, utilizando abordagem e modelos estatísticos apropriados para o estudo da interação entre QTLs e ambientes, o que é de fundamental importância para os programas de melhoramento genético, destaca Maria Marta.
O projeto foi desenvolvido no laboratório de Genética-Estatística do LGN, com colaboração do professor Fred van Eeuwijk, do Biometris Department, da Wageningen University, na Holanda. Naquele país, a pesquisadora permaneceu de fevereiro a setembro de 2009, para realização de parcela do estudo. “Os pesquisadores com quem trabalhei na Holanda são especialistas na área de Genética Estatística, especialmente Modelos Mistos aplicados para a análise de dados de Melhoramento Genético, realizando diversos trabalhos relacionados ao estudo da interação entre genótipos e ambientes e, também, entre QTLs e ambientes. As principais culturas abordadas por esse grupo de pesquisa são milho, sorgo, batata e cevada. No entanto, nunca haviam trabalhado com dados de cana-de-açúcar”, revela.
No mapeamento, fora mensurada a existência de correlações genéticas entre cortes e locais. “Medir tal fenômeno é importante para os agricultores definirem os melhores genótipos para cada ambiente considerado. Genótipos estáveis ao longo dos cortes permitem prever a safra em anos posteriores, bem como a longevidade das variedades em condições de lavoura. No caso de locais, é possível prever o comportamento de cada variedade em diferentes áreas agrícolas, auxiliando no manejo. Esse trabalho permite um maior detalhamento dessas correlações, já que as estuda em nível genômico”, finaliza.
Defesa histórica – além do caráter inovador e do valor científico, a pesquisa, que teve auxílio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), foi registrada como a defesa de nº 800 no PPG-GMP, um dos programas pioneiros na instituição, lançado em 1964. Outro fator interessante é que esta foi a primeira dissertação ou tese desenvolvida na ESALQ redigida em inglês. “O fato da tese ter sido apresentada em língua inglesa confere maior visibilidade, já que pode ser lida por todos os pesquisadores interessados. Isto facilitou muito o intercâmbio internacional”, ressalta Maria Marta.

domingo, 30 de maio de 2010

Por do sol em Piracicaba

                                          Fotos by  J.U. Nassif

segunda-feira, 17 de maio de 2010

sábado, 1 de maio de 2010

VISITE OS SEGUINTES ENDEREÇOS


blog do nassif
http://www.blogger.com/post-create.g?blogID=7257380465023456627


Piracicaba que eu adoro tanto
http://www.blogger.com/post-create.g?blogID=5600688494480390127


blogdonassif
http://www.blogger.com/post-create.g?blogID=8937770681851424333




VERNA FERREOMODELISMO
http://www.blogger.com/post-create.g?blogID=7205130228997930430


BLOG DO NASSIF
http://blognassif.blogspot.com/

Nasceu Cauê, neto do Francis

COMO A MAIORIA JÁ SABE, ESTOU EM BAURU DESDE 28.04
FINALMENTE CHEGOU MAIS UM BUELONI PARA CONTINUAR ESCREVENDO A HISTÓRIA DA FAMÍLIA.
ESTE É O MEU MAIS NOVO NETO.
ABRAÇO A TODOS
FRANCIS
Amigos
agora nasceu!! ... 29/04/2010 - 9:23h - 3,4kg - 48cm - Cauê!!


PARABÉNS!

Água pura e barata

Água pura e barata
A utilização do destilador de água é um drama clássico dentro dos laboratórios de análises químicas. Isso porque o processo de purificação envolve alto consumo de água e de eletricidade, já que opera com ininterruptas sessões de aquecimento e resfriamento, levando ralo abaixo uma infinidade de litros de água. Para que se obtenha 1 litro de água com índice satisfatório de pureza, os destiladores convencionais chegam a consumir até 48 litros. Portanto, o impasse ambiental referente a essa demanda é algo premente tanto em escala industrial quanto acadêmica. Buscando encontrar alternativas para esse paradigma, o professor Marcos Yassuo Kamogawa, do departamento de Ciências Exatas (LCE), coordenou o projeto “Desenvolvimento de destilador de água laboratorial de baixo impacto ambiental”, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) via projeto de pesquisa universal.
A ESALQ já implantou, em seus laboratórios, equipamentos que agem por osmose reversa, mas que ainda apresentam custos elevados de manutenção. Segundo Kamogawa, a partir de estudos realizados envolvendo radiação solar e ultravioleta, surgiu a idéia de utilizar o aquecimento para promover a purificação exigida pelas análises químicas, permitindo a variação necessária de temperatura para excluir substâncias poluidoras. “O produto proposto tem como principal função produzir água de alta pureza empregando como fonte de aquecimento a radiação solar que produz a vaporização da água sendo posteriormente condensada em um sistema resfriado a gás. O destaque do sistema é o baixo custo de produção e seu caráter ambientalmente correto”, conta o professor. Nos sistemas convencionais, para a produção de 1 m3 de água destilada o custo estimado é de R$ 280,00 (energia elétrica e água). Com o equipamento montado pela equipe do professor Kamogawa, estima-se que esse custo possa ser até 20 vezes mais baixo.
O equipamento, que foi montado em laboratório, é um protótipo construído com peças de aquecedor solar doméstico, com a diferença que, no reservatório de água quente, foi inserido um anteparo de resfriamento para que se capture a água condensada e destilada para uso no laboratório de Análises Químicas e Biológicas para uso na Agricultura. “Todo esse processo é feito sem qualquer emprego de energia elétrica, apenas a partir de radiação solar. Assim economiza-se energia e água, uma vez que não há uma fonte de resfriamento onde se perde água corrente e toda a água colocada no reservatório é assim reaproveitada”, relata Kamogawa.
Sobre o potencial produtivo, o resultado ainda é relativamente baixo, já que no sistema convencional, em cinco horas de trabalho produz-se até 30 litros de água em média, enquanto que o protótipo é capaz de destilar até 3,3 litros de água ao dia, mas ainda assim o equipamento atende à demanda na área de Química da ESALQ. “O potencial de produção ainda é baixo, mas já atende nosso consumo, necessitando apenas que se estoque essa água diariamente”, comenta.
O projeto agora tem continuidade na busca para melhorar o desempenho na produção de água e, ao mesmo tempo, utilizar o equipamento como alternativa de dessalinização e para tratamento de resíduos do próprio laboratório. “Uma análise química qualquer pode produzir um resultante com até 80% de água, por exemplo, e, em vez de enviar esse resíduo para aterro ou incineração, queremos tratar esse composto de modo a reutilizar a água, diminuindo os custos com o descarte e qualificando ações de responsabilidade ambiental dentro do Campus”.
Ainda em processo de aprimoramento, Kamogawa reforça a viabilidade econômica do projeto. Segundo o professor, o destilador solar pode ser oferecido a inúmeros segmentos da cadeia produtiva, podendo inicialmente substituir os equipamentos de purificação de água em laboratórios de análises químicas, clínicas e biológicas. “Há potencialidade de transferência dessa ferramenta para o setor produtivo, se pensarmos que o sistema de produção de aquecimento solar residencial já é algo estabelecido no mercado, sendo apenas necessário investir em um reservatório adequado para cada setor, mas ainda há de se ressaltar que o benefício ambiental proporcionado pelo destilador solar é o ponto forte do projeto”, finaliza o professor.

domingo, 21 de março de 2010

RELÓGIO MUITO ANTIGO

AS HORAS SÃO ANUNCIADAS COM AS BADALADAS DADAS PELA FIGURA NO SINO NO TOPO DO RELÓGIO. EM PERFEITO FUNCIONAMENTO.

NHO QUIM SIMBOLO DO XV DE NOVEMBRO 1949

NHO QUIM SÍMBOLO DO XV DE NOVEMBRO JUNTO COM DEMAIS CARICATURAS REPRESENTANTES DE OUTROS TIMES DE FUTEBOL. By EDSON RONTANI

domingo, 28 de fevereiro de 2010

DESFILE 7 DE SETEMBRO

Alunos da Unimep desfilando em 7 de setembro na Praça José Bonifácio. O piso ainda era de paralelepipedo. A padaria Vosso Pão, na esquina da Rua Santo Antonio com a Praça José Bonifácio deu lugar ao Edifício Canada.

HINO DE PIRACICABA

Hino de Piracicaba
A música "Piracicaba" foi composta por Newton de Almeida Mello, no dia 9 de setembro de 1931, sendo dele também a letra. Foi transformado em Hino Oficial do município pelo prefeito Adilson Benedito Maluf, em 1975, através da lei n. 2.207

Numa saudade que punge e mata- que sorte ingrata! longe daqui.
Em um suspiro triste e sem termo,
Vivo no ermo dês que parti
(Estribilho)

Piracicaba que eu adoro tanto,
Cheia de flores, cheia de encanto.
Ninguém compreende a grande dor que sente
O filho ausente a suspirar por ti!

Em outras plagas, que vale a sorte?
Prefiro a morte junto de ti.
Amo os teus prados, teus horizontes,
O céu e os montes que vejo aqui.
(Estribilho)

Só vejo estranhos, meu berço amado,
Tendo a teu lado o que perdi.
Poucos se importam com teu encanto,
Que eu amo tanto, dês que nasci
(Estribilho)
free counter